Latest News

 
  • A Direcção de Tecnologias e Sistemas de Informação (DTSI) informa que está a circular, nas redes sociais, uma publicidade enganosa intitulada “Comemoração do 50º aniversário do Grupo Sonangol”, conforme imagem abaixo, que pode infectar os dispositivos móveis com malwares, propiciando o roubo de informações e de identidade como o nome de utilizador e palavra-passe, método conhecido como fishing.

  • Sonangol, por intermédio da sua Unidade de Negócio de Distribuição e Comercialização, procedeu, aos 20 de Dezembro de 2021, à inauguração do pipeline de Jet-A1 que interliga a Instalação de Combustíveis da Boavista 5 ao Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, numa extensão de 25 km.

     

    O oleoduto, que permite o enchimento de um tanque de 2.500.000 litros, em apenas 13 horas, contra os 3 dias anteriormente necessários, visa garantir a transferência de Jet-A1, com maior segurança e eficiência melhorando assim, a rede de transportação e distribuição de combustíveis, o que permitirá a diminuição do número de camiões cisternas nas vias, a redução dos acidentes e riscos de derrame do produto e o desincentivo de desvios de combustíveis, benefícios que constituem importantes ganhos para a economia nacional, com particular realce para o processo de abastecimentos das aeronaves em Luanda. 

     

    Na ocasião, o PCA da Sonangol, Gaspar Martins, observou o quanto este feito irá permitir a Sonangol poupar. “Com a operacionalização da infraestrutura, a Sonangol registará uma redução do custo de transporte de JET-A1 na ordem dos $3.268.422,24, por ano”, salientou.  

     

    Por seu turno, o Ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, que prestigiou o acto, destacou a importância do projecto, referindo que: “Os actuais desafios da Sonangol como principal operadora no segmento downstream e a conclusão de projectos estruturantes, como o que vivenciamos hoje, confirmam o real engajamento do Executivo na modernização das instalações, como um dos pilares da restruturação do sector petrolífero angolano”.

  • A Sonangol e a Pumangol têm a honra de anunciar a conclusão do processo de venda das suas acções na Puma Energy à Trafigura e a aquisição da Pumangol, conforme anunciado a 16 de Abril deste ano. A conclusão deste processo seguiu os trâmites e aprovações regulatórias necessárias e representa a saída oficial da Sonangol da estrutura accionista da Puma Energy, com a qual a Pumangol e todos os seus activos passam a ser inteira e unicamente detidos pela Sonangol. A saída da Sonangol da estrutura accionista da Puma Energy e a aquisição da Pumangol representam a concretização de um objectivo estratégico da Sonangol e um passo firme no Programa de Privatizações da empresa, bem como significa a aquisição de um reforço ao seu core business de uma empresa rentável e com activos valiosos. Para a Pumangol a conclusão do processo de aquisição representa uma angolanização total do seu accionista, da sua liderança e do seu pessoal. É o início de uma nova jornada onde o legado da era Puma Energy, alicerçado na sua experiência, continuarão a manter a Pumangol pujante e eficiente, adicionando qualidade e valor para o seu accionista, e continuando a prestar um serviço de excelência e uma gama de produtos de alta qualidade aos seus clientes

  • A primeira fase das obras da Refinaria de Cabinda mantém os prazos iniciais, após ajustes efectuados devido a pandemia, que forçou a paragem de várias indústrias e o fecho de fronteiras entre as economias, prevê-se que entre Abril e Junho, se deva ter fechada a primeira fase das obras e se arranque este projecto de elevado impacto económico.

    Espera-se que durante a primeira fase do projecto, avaliada em 220 milhões de dólares, por uma produção prevista de 30.000 barris diários. Já com a segunda e terceira fases, cujo desenvolvimento totalizará 700 milhões de dólares, a capacidade de refinação aumentará em mais 30.000 barris/dia, passando, deste modo, para 60.000 barris/dia.

    O projecto abrangerá uma área total de 313 hectares, mas na primeira fase ocupará apenas 30 hectares. Localizado a cerca de 3,8 quilómetros da aldeia mais próxima (Malembo), o projecto prevê criar aproximadamente 2.000 empregos directos e indirectos para a comunidade.

    A referida refinaria será construída em três fases, sendo que se prevê o arranque da primeira fase, no primeiro trimestre de 2022, altura em que a mesma já estará em condições de cobrir a demanda de combustíveis no país.

    Recorde-se que, durante a realização do Congresso Mundial de Petróleo, em Houston, a comitiva angolana, chefiada pelo secretário de Estado para o Petróleo e Gás, José Barroso, visitou a unidade fabril onde estão em construção os equipamentos para a refinaria. Na ocasião, renovaram-se as garantias de que tudo se encaminha para que em Março a encomenda seja despachada para Angola, onde se prevê pôr a funcionar já a partir do mês de Abril.

  • A Sonangol faz-se presente na Feira Comercial Intra-Africana (IAFT 2021), fórum de negócios que visa o fomento de investimentos nos mais variados sectores, entre os países que compõem a Zona de Livre Comércio Africana, a decorrer no centro de Convenções Inkosi Albert Luthuli, de 15 a 21 do corrente mês, na cidade de Durban, África do Sul.

  • Sonangol was awarded the prize for the best African oil company, in 2021, at the African Energy Week 2021 (AEW), an event that takes place from November 9th to 12th, in Cape Town, South Africa.

     

    The award was received by the Executive Director Osvaldo Inácio who, on behalf of Sonangol, presented the strategy of the national oil company which, "being today one of the main oil & gas companies at continental level, aims to become, proportionally, a reference, in terms of energy, the distinction is a recognition of the steps taken and an incentive to fulfill this objective”, he stressed.

     

    The AEW is the first major event on the energy transition in Africa, allowing the continent's main leaders and companies to objectively address energy transition implementation strategies, namely, the transition to clean and renewable energies and its impact on businesses, the economy and on the transversal development of African societies.

     

    Sonangol's presence in this important forum reaffirms the company's commitment to the energy transition, positioning itself among the continent's leading companies in the oil sector, in this relevant global issue, in search of solutions and alternatives for the environmental impacts caused by their activities.

  • The relaunch of rail transport of butane gas, from Luanda to Malanje, after 30 years of interruption, took place today, 11th November, at the Malanje Railway Station, with the symbolic arrival of the locomotive, carrying 400 m3 of the product.

     

    The event was attended by the Governor of Malanje province, Norberto dos Santos, who, as host, performed the honors of the opening, having also had the notable presence of the Luanda Railways Chairman, Júlio Joaquim, of the Chair of Gas and Renewable Energy Business Unit (UNGER), Manuel Barros, among other distinguished guests and company staff.

     

    During the closing of the ceremony, the Chair, Manuel Barros stated that Sonangol, through UNGER, will build in the Kinguila area, a modern facility, with a storage capacity of 400 m3 of gas, and its construction is scheduled to start in the third quarter of 2022. “The purpose of the facility is to increase the storage and delivery volume of the product in Malanje and neighboring provinces”, he highlighted.

  • On the celebrated day of Independence, 11th November, Sonangol was featured during the African Energy Week, held in Cape Town, South Africa, in a session exclusively dedicated to the national oil company.


    On the occasion, topics such as the challenges of increasing production, in the context of energy transition, portfolio optimization as a financing solution for the upstream, and renewable energies as alternative sources were addressed, panels that were respectively presented by the Executive Director Osvaldo Inácio, the Chair of the Exploration and Production Business Unit (UNEP), Ricardo Van-Deste, and the Director of Renewable Energies, Paulo Guedes.


    The occasion allowed the interlocutors to enlighten the audience about Sonangol's positioning as a restructured company, with defined strategies to adapt to the challenges of the energy transition, which aroused the wide interest of the audience that swelled on issues, resulting in an active interaction, which culminated in healthy dialogue.


    The session was also attended by representatives of MIREMPET and ANPG, concluding the day of Sonangol and Angola, at the event, in a family atmosphere, with players from the national oil sector, among other distinguished figures.​

  • A Sonangol foi homenageada, recentemente,  com um certificado de mérito, atribuído pela Câmara de Comércio e Indústria de Angola, pelo seu abnegado e exemplar cumprimento regular do pagamento das quotas.

    O acto ocorreu durante a conferência de homenagem, em alusão aos 33 anos da fundação da Câmara de Comércio e Indústria de Angola.


  • O relançamento do transporte ferroviário de gás butano, de Luanda a Malanje, após 33 anos de interregno, teve lugar hoje, 11 de Novembro, nas instalações da Estação dos Caminhos de Ferro de Malanje, com a chegada simbólica da locomotiva, transportando 400 m3 do produto.

    O acontecimento foi prestigiado pelo Governador da província de Malanje, Norberto dos Santos, que, na qualidade de anfitrião, fez as honras da abertura, tendo contado também com as presenças notáveis do PCA dos Caminhos de Ferro de Luanda, Júlio Joaquim, o Director Nacional do Instituto Nacional dos Caminhos de Ferro de Angola, Manuel Kandakanda, do PCE da Unidade de Negócio de Gás e Energias Renováveis (UNGER), Manuel Barros, entre outros ilustres convidados e quadros da empresa.

    Durante o encerramento do acto, o PCE Manuel Barros afirmou que a Sonangol, por intermédio da UNGER, vai construir, na zona de Kinguila, uma moderna instalação, com capacidade de armazenagem de 400 m3 de gás, com o início das obras previsto para o terceiro trimestre de 2022. “O objectivo da edificação é aumentar a armazenagem e o volume de entrega do produto em Malanje e províncias limítrofes”, realçou.


  • A SONANGOL E.P. torna público que, nos termos do disposto no n.º 2 do artigo 19º da Lei de Base das Privatizações, prorroga os prazos referentes à:  


    A) Privatização dos Hoteis Centro de Convenções de Talatona e Suite Maianga, publicado através dos concursos públicos n.º 001/2021 e n.º 002/2021, nos seguintes termos: 


    i. Os esclarecimentos necessários à boa execução do concurso podem ser solicitados até às 17 horas do dia 5 de Novembro de 2021, alterando-se assim, o disposto no ponto 5.1 do Programa de Procedimento;

    ii. As candidaturas devem ser entregues até às 17 horas do dia 15 de Novembro de 2021, alterando-se assim o disposto no ponto 15.1 do Programa de Procedimento, no endereço e horário de funcionamento indicados no ponto 2.1;

    iii. As propostas devem ser entregues até às 17 horas do dia 17 de Dezembro de 2021, alterando-se assim o disposto no ponto 24.1 do Programa de Procedimento, no endereço e horário de funcionamento indicados no ponto 2.1;

    iv. Todos os demais prazos que em função da presente alteração devam ser ajustados, consideram-se automaticamente feitos.

    B) Privatização dos Hoteis Florença e Riomar, publicado através do concurso público nº 003/2021, nos seguintes termos: 

    i. Os esclarecimentos necessários à boa execução do concurso, podem ser solicitados até às 17 horas do dia 5 de Novembro de 2021, alterando-se assim, o disposto no ponto 5.1 do Programa de Procedimento;

    ii. As propostas devem ser entregues até às 17 horas do dia 15 de Novembro de 2021, alterando-se assim o disposto no ponto 15.1 do Programa de Procedimento no endereço e horário de funcionamento indicados no ponto 2.1;

    iii. Todos os demais prazos que em função da presente alteração devam ser ajustados, consideram-se automaticamente feitos.
  • Alinhada à estratégia geral do Executivo, a Sonangol iniciou um processo de recuperação de créditos que detém sobre o Grupo China Sonangol (CS), relativos a fundos mutuados historicamente pela Sonangol.

  • A Sonangol lançou, no dia 23 de Outubro de 2021, o “Sonangol Carbono Azul”, projecto ambiental em parceria com a Associação Otchiva, que visa a redução das emissões dos gases de efeito estufa, através da reflorestação dos ecossistemas de mangais.

     

    O acto contou com o alto testemunho do Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, que na ocasião apelou à acção em prol da defesa do ambiente. “O mundo já falou bastante sobre a necessidade de protegermos o ambiente, mas chegamos a um momento que já não basta falar, já não basta ter consciência de, é preciso que se façam acções concretas pequenas ou grandes", referiu.

     

    João Lourenço evidenciou ainda que o projecto se enquadra na política do seu Governo para a proteção do planeta, “a Sonangol é uma empresa pública, representa interesses do Estado, está a disponibilizar recursos, não importa se são volumosos ou não, mas são recursos públicos em prol da defesa do clima e do ambiente, portanto este projeto em concreto já se enquadra nesta política de se investir dinheiro para proteger o nosso planeta", sublinhou.

     

    O evento foi realizado na comuna do Tapo, com a presença de distintas entidades governamentais, o Conselho de Administração da Sonangol E.P, voluntários do Otchiva e ambientalistas.

     

  • Sonangol inaugurated, on October 19th, 2021, the Railway Branch of the Benguela Railway (CFB), in the city of Luena, a project resulting from the partnership between its Distribution and Commercialization Business Unit (UNDC) with the CFB, whose main objective is to increase the capacity for transporting petroleum derivatives, with more competitive costs and greater safety, in that region.

  • A Sonangol inaugurou, a 19 de Outubro de 2021, o Ramal Ferroviário do Caminho de Ferro de Benguela (CFB), na cidade do Luena, obra resultante da parceria entre a sua Unidade de Negócio de Distribuição e Comercialização (UNDC) com o CFB, cujo principal objectivo é o aumento da capacidade de transportação de derivados de petróleo, com custos mais competitivos e maior segurança, naquela região. 

  • Sonangol held, on 15th October 2021, the public act of opening and acceptance of proposals for the Investment in the Lobito Refinery, in accordance with the program, announced on 9th July, during the launch of the respective public tender.

  • Flag_of_Great_Britain_(English_version).pngEnglish

    A Sonangol realizou, a 15 de Outubro de 2021, o acto público de abertura e aceitação das propostas para o Investimento na Refinaria do Lobito, de acordo com o programa, anunciado a 9 de Julho, durante o lançamento do respectivo concurso público.


    Foram recebidas 5 propostas, apresentadas pelas seguintes concorrentes: 

    1 - Consórcio constituído pelas empresas:
    LANPEC Technology Limited (China); e
    International Business Development Group – IBD (USA). 

    2 - Consórcio composto pelas empresas:
    Gemcorp Holding Limited; e
    Omatapalo – Engenharia & Construção, S.A.

    3 - Consórcio integrado pelas empresas: 
    HBMP – Hull Byth Man Power – Comercio Geral e Prestação de Serviços Lda; 
    AVIC International Beijing Co Ltd; e
    China Huanquiu Contracting & Engineering Co., Ltd;

    4 - Empresa Layher (Pty) Ltd; e

    5 - Empresa GazMin International.

    O evento, que teve lugar no salão nobre da Administração Municipal do Lobito, contou com a presença do Secretário de Estado do Petróleo e Gás, José Barroso; do Vice-Governador de Benguela, Adilson Gonçalves; do Administrador do Lobito, Evaristo Mário e do Administrador da Sonangol, Joaquim Fernandes, entre outras personalidades.  

    Em conformidade com o programa do concurso, a fase de avaliação, clarificação das propostas e due diligence decorrerá até 26 de Novembro. A 10 de Dezembro do corrente ano serão anunciadas as empresas que integrarão a estrutura societária da Refinaria do Lobito, conjuntamente com a Sonangol.
  • On 31ST of March, Sonangol launched a tender for the supply of diesel and gasoline, with the purpose of awarding contracts to future suppliers of each of the aforementioned products, for a period of 12 months.

  •  

     The International Arbitration Court, under the auspices of the Netherlands Arbitration Institute, ruled, on July 23rd, a final judgment in favor of Sonangol following the litigation, initiated in 2019 by Exem Energy BV, a vehicle company with no other assets headquartered outside the country, owned by Isabel dos Santos, who intended to legitimize an alleged transfer of shares in Esperaza Holdings BV from Sonangol to that company. ​

  • A Unidade de Negócio de Distribuição e Comercialização da Sonangol informa que foi registado, ontem, dia 08 de Outubro de 2021, pelas 18h50m, no Município do Bocoio, província de Benguela.
  • ​A Sonangol leva ao conhecimento público que decorreu, de 20 de Setembro a 6 de Outubro de 2021, a fase de avaliação das propostas remetidas pelos concorrentes do Processo de Alienação Parcial dos Interesses Participativos da Sonangol.

  • A Direcção de Comunicação, Marca e Responsabilidade Social, tomou conhecimento que a imagem de promoção do Processo de Investimento para a Refinaria do Lobito está a ser indevidamente utilizada por instituições alheias à Sonangol, para promover eventos relacionados com o tema.

    Deste modo, alerta-se, a todos os colaboradores, que a empresa não tem nenhuma relação com acontecimentos do género e que a única entidade autorizada a usar a imagem do supracitado processo é a Sonangol.

    Pelo que todo e qualquer acto que não seja divulgada pela companhia, ainda que use imagens dos seus projectos, não deve ser considerada credível.

  • ​A Sonangol efectuou, hoje, 28 de Setembro de 2021, no Soyo, o lançamento da primeira pedra para a construção da fase 2 do Projecto Falcão que visa a edificação da infraestrutura terrestre para a recepção, transporte e distribuição de gás natural, proveniente da fábrica da Angola LNG, para a Central de Ciclo Combinado do Soyo. 


  • A Sonangol torna público que, no âmbito do concurso público para o investimento na Refinaria do Lobito, as inscrições foram encerradas no passado dia 9 de Setembro.


  • ​A Sonangol leva ao conhecimento do público, que foi encerrada, a 20 de Setembro de 2021, a fase de submissão de propostas para o processo de alienação parcial dos seus interesses participativos nas concessões dos Blocos 3/05, 4/05, 5/6, 15/06, 18, 23, 27 e 31.


Introduction Our Visual Identity
This video provides a brief overview of Sonangol
Learn more about the history of our visual branding.
Click here to view more videos
Picture Galleries
UNIVERSO
Rev. Sonangol
Universo
Rev. Sonangol
Sonangol Universo 49
Issue nr. 49

RS 41, Mar/2016
Issue nr. 41