• Notícias


    COMUNICADO DE IMPRENSA: Construção de refinaria na província de Cabinda processo de avaliação de candidaturas chega ao fim

    9 de novembro de 2018
    Autor:


    ​No âmbito da implementação da estratégia de desenvolvimento da actividade de refinação de petróleo bruto no País, que define, para o efeito, três eixos geográficos - Cabinda, Luanda e Lobito - foi lançado, em 2017, um concurso internacional, cujo processo decorreu em duas Fases.

    Das sessenta e oito entidades que, inicialmente, manifestaram interesse em participar da construção de uma refinaria em Cabinda e de outra no Lobito, vinte e oito foram apuradas para a Fase Um, das quais sete foram seleccionadas na Fase Dois para concorrerem ao projecto de construção da refinaria em Cabinda, que deverá ter uma capacidade de processamento não superior a sessenta mil barris de petróleo bruto por dia.

    Nessa última Fase, as entidades seleccionadas foram sujeitas à avaliação da sua condição jurídico-legal, competências técnicas e financeiras, através de um processo de Diligência Prévia (Due Dilligence) levado a cabo por uma entidade independente e de reconhecida reputação internacional.

    Deste modo, o Conselho de Administração da Sonangol E.P. comunica que a avaliação, iniciada em Dezembro de 2017, das candidaturas que foram submetidas por diversas empresas e consórcios para a construção de uma refinaria na província de Cabinda, chegou ao fim.

    Por conseguinte, na sequência da referida avaliação, foi superiormente homologada a selecção e posterior adjudicação da construção da refinaria de Cabinda ao consórcio United Shine, em parceria com a Sonangol, cabendo à primeira 90% e à Sonangol Refinação – Sonaref S.A. 10% do respectivo capital social.