• News


    COMUNICADO DE IMPRENSA: Sonangol e Total assinam acordos e relançam a cooperação

    6 de dezembro de 2017
    Author:


     
    O Presidente do Conselho de Administração da Sonangol E.P., Carlos Saturnino, e o CEO da petrolífera francesa Total, Patrick  Pouyanné, assinaram na manhã de segunda-feira, 4 de Dezembro de 2017, no edifício sede da petrolífera nacional, em Luanda, vários acordos no âmbito do relançamento das relações comerciais entre as duas empresas.

     

    snl_Total_acordos_big.jpg

    Um dos memorandos assinados define as linhas orientadoras para a realização de futuros investimentos pela Total em Angola. A parceria prevê um novo impulso para a exploração no Bloco 48, em águas ultra profundas, intervenções no Bloco 17 que deverão pôr em produção alguns activos já identificados, assim como o redesenvolvimento do Bloco 3 afecto a Sonangol Pesquisa e Produção.

     
    De referir que o País não lança novos Blocos para exploração desde 2012, o que, no dizer do PCA da Sonangol, poderá ser invertido com a aposta no retorno à exploração.
     
    No âmbito da capacitação do capital humano, haverá uma cooperação mais alargada na área da formação de quadros, partilha e desenvolvimento de competências, sendo que, entre as duas empresas, os acordos contemplam a reactivação do antigo compromisso de criação do Centro de Investigação e Tecnologia da Sonangol.
     
    Foi igualmente assinado um Memorando de Entendimento, o qual estabelecerá os princípios para a criação de uma empresa participada para o desenvolvimento de actividades de distribuição de refinados, abarcando também a importação, assim que for regulamentada a liberalização do mercado. De sublinhar que neste capítulo, e, em obediência a estratégia do executivo, a Sonangol manteve contactos com outros actores, na perspectiva da sã concorrência, de mais qualidade e de melhores preços, evitando os monopólios. A entrada de um novo distribuidor de refinados no mercado deverá levar aos reposicionamentos da Sonangol Logística e Sonangol Distribuidora.
     
    O relançamento da actividade da Sonangol visa, conforme frisou o PCA, maiores rendimentos para o País. A aposta constante na redução de custos e em acções que tenham impacto na vida das populações, faz parte dos objectivos da empresa.
     
    Segundo o PCA, a redução de custos é uma tarefa permanente, que só é possível com a reinvenção de novas formas de abordagem para os problemas vigentes e futuros: “Temos que ser competitivos e repensar como fazer o negócio dos hidrocarbonetos em Angola” disse.
     
    No final do encontro, Carlos Saturnino deixou um apelo aos trabalhadores, para aproveitarem o impulso que o Grupo está a delinear e lançar, para abraçarem novos desafios.
     
    Patrick Pouyanné, o CEO da Total manifestou satisfação e deixou clara a disposição da sua empresa à celebração de outras parcerias.